quarta-feira, 21 de julho de 2010

José, o pai por excelência! - Ariovaldo Ramos

Por Ariovaldo Ramos

A maioria dos cristãos esqueceu-se de um grande personagem da bíblia: José, pai adotivo de Jesus de Nazaré.

Qual a importância dele?

I- Jesus só pode cumprir a profecia de que seria filho de Davi, por ter sido adotado por José. (Mt 1.16; Lc 3.23)

E essa era a principal profecia que Jesus teria de cumprir, uma vez que no céu ele é apresentado como "a Raiz de Davi". (Ap 5.5)

Fica a pergunta: Maria foi escolhida porque era a melhor para tanto, ou porque estava prometida para o homem certo; ou ambos?

II- Ele era um homem misericordioso, resolveu sair de cena de modo a não prejudicar Maria (Mt 1.19), porque, doutra forma, teria de dizer que não era o pai da criança.

Mesmo não entendendo o que estava acontecendo, ele não pôs em risco a vida do Filho de Deus. Conhecia a lei, porém, preferiu seguir o espírito da lei, que é amar ao próximo como a si mesmo.

III- Ele era plenamente obediente ao Senhor. Ele não questionou quando recebeu a ordem do anjo, obedeceu plenamente (Mt 1.24).

Não há dúvida: esse homem foi escolhido a dedo.

IV- Além de ser profundamente respeitoso, ele compreendeu que estava diante do sagrado, e que aquela mulher era a mais especial das mulheres, ela carregava o ventre da mulher da criação, que recebera a promessa do filho que libertaria a humanidade (Mt 1.25; Gn 3.15).

O temor desse homem a Deus está estampado em cada reação e decisão sua. Deus, qual oleiro, forjou o caráter e a índole desse ser humano.

V- Deus, através do anjo Gabriel, falou com Maria uma vez, depois, falou apenas com José: avisou-lhe para fugir para o Egito, outra profecia que deveria ser cumprida (Mt 2.13,15); e, também, quando era para voltar (Mt 2.20).

E foi por seu senso de responsabilidade que uma das profecias foi cumprida (Mt 2.23), porque ele temeu voltar para o lugar de onde tinha vindo, porque Arquelau reinava no lugar do Pai e era muito pior do que aquele. Imagino-o orando ao Pai sobre isso, e a resposta de Deus o levou para a Galiléia, mais propriamente para Nazaré (Mt 2.22,23).

VI- Ele adotou, de fato, o menino como o seu primogênito, porque, naquela época, o pai passava sua arte, no caso de José, a carpintaria, ao filho primogênito (Mc 6.3)

E Jesus, além de ser conhecido como carpinteiro, ofício que herdou de seu pai, era também conhecido como filho de José, deixando claro que José salvou Maria do estigma e Jesus do preconceito (Mt 13.55)

VII- Na época de Jesus, o pai era quem cuidava da educação do filho primogênito, não só lhe passava o seu ofício como lhe introduzia no conhecimento das sagradas escrituras. O menino de 12 anos fazendo perguntas aos mestres no templo deve muito a José (Lc 2.46).

Ele sentia a mesma aflição e a mesma maravilha que Maria (Mt 2.48)

Jesus não apenas foi adotado por José, também o adotou, foi assim que ele se apresentou aos discípulos de João que o seguiram (Jo 1.44).

Certamente, ao ser inquirido pelos que o abordaram acerca de seu nome, ele deve ter dito: Eu sou Jesus, filho de José, o que levou Filipe a apresentá-lo assim para Nataniel.

José foi o maior de todos os servos de Deus, porque a ele Deus confiou o seu próprio filho, e foi a ele que o filho de Deus chamou de pai.

Ariovaldo Ramos é filósofo, teólogo mais acima de tudo um seguidor do Cristo!

4 Comentários:

uma tal de Ti. disse...

uau...
eu queria ter escrito isto!
afirmo com excelência! hehe

que post mais maravilhoso. uma figura completamente esquecida até pelos católicos. o cara foi muito bom.

que benção. Deus abençoe o blog.
amei..

Josias disse...

Bem confesso que não lembrava de José e nem tinha olhado pra ele de tal modo, pois pra mim ele era apenas um cara, mas agora com esse comentario importante eu descobri que ele tem uma importancia que ninguém dá.

"TUDO tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu." (Eclesiastes 3 : 1)

Josias disse...

Bem confesso que não lembrava de José e nem tinha olhado pra ele de tal modo, pois pra mim ele era apenas um cara, mas agora com esse comentario importante eu descobri que ele tem uma importancia que ninguém dá.

"TUDO tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu." (Eclesiastes 3 : 1)

Diego disse...

Excelente post. Nunca tinha parado pra pensar por esse lado. Deu-nos, seguramente, uma claridade bem maior na compreensão da importância do papel de José na história da salvação da humanidade. Parabéns, pastor Ariovaldo!

Postar um comentário

Blog Archive

_________________________________

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Santos profanos © 2008. Template by Dicas Blogger.

TOPO  

Real Time Web Analytics