sexta-feira, 25 de junho de 2010

Gays, Brian McLaren e o besteirol do “politicamente correto”.



Por Gutierres Siqueira

Em 7 de fevereiro de 2005, a famosa revista Time publicou uma matéria sobre os 25 evangélicos mais influentes dos Estados Unidos. Entre eles estava o badalado pastor Brian McLaren. O emergente progressista McLaren é o queridinho dos evangélicos “cults”, aquela turminha chata que desdenha toda a teologia do protestantismo tradicional como retrógrada e superada. O texto da revista dizia: “Perguntado em uma conferência na primavera passada sobre o que ele pensava sobre o casamento gay, Brian McLaren respondeu: 'Sabe de uma coisa, a coisa que parte o meu coração é que não existe um modo de eu responder sem ferir uma das partes''. Ou seja, ele foi bem politicamente correto em sua resposta.

Fico profundamente comovido com as palavras de Brian McLaren. Ele é muito preocupado em não ofender ninguém. Ó, que coisa mais meiga! Ora, ao deixar de responder a questão sobre o casamento homossexual, McLaren só deixou de afirmar o que a Bíblia nos ensina sobre essas práticas sexuais. Que bonito, não é? Mesmo deixando a Bíblia de lado, ele não largou o sagrado politicamente correto. McLaren também é autor daquele livro (libertador, para os “cults”) chamado “Ortodoxia Generosa”, que não é nem ortodoxia, e muito menos generosa com os ortodoxos (que palavra mais feia para os “cults”).

Politicamente correto tupiniquim

Recentemente os jogadores evangélicos do Santos Futebol Clube se recusaram a participar de um evento beneficente promovido por uma organização espírita. O caso provocou polêmica em toda a imprensa. Os jogadores evangélicos não quiseram participar do ato de caridade, pois foram informados que haveria um culto espírita no local. Eles agiram errado? É claro que não. Para ajudar os necessitados não precisamos nos envolver em cultos de outras religiões. Agora, se esse culto não aconteceu, então eles estavam mal informados.

Mediante esse caso, logo a tropa “politicamente correta” dos evangélicos “cults” começou a agir. O pastor batista Ed René Kivitz escreveu um texto detonando essa atitude e atribuindo esse comportamento dos jogadores como infantilidade da religiosidade evangélica. Ele escreveu concluindo: “Os valores espirituais agregam pessoas, aproxima os diferentes, fazem com que os discordantes no mundo das crenças se deem as mãos no mundo da busca de superação do sofrimento humano, que a todos nós humilha e iguala, independentemente de raça, gênero, e inclusive religião”. Ó, que lindo!

Eu não sabia que para ajudar o próximo devemos inclusive participar de cultos que não honra a Cristo. Eu, por exemplo, já doei para uma instituição de caridade com o nome de uma “santa”, mas se eles (a instituição de caridade) me convidassem para venerar a santa, eu não iria. Posso ajudar, mas sem participar de suas práticas religiosas. Creio que essa foi, também, a postura dos meninos do Santos.

Olha, quer saber de uma coisa? Desconfie desse povo que vive falando em ajuda ao próximo, que quer salvar o mundo e outras coisas mais. Quem realmente ajuda muitas vezes nem sabe escrever textos como esses cheio do pensamento politicamente correto. Ajudam e fazem sua parte sem tentar desenvolver uma teologia do “outro deus”. Ajudam sem flertar com ideologias totalitárias e teologias sem sustentação bíblica.

Daqui a pouco, os politicamente corretos vão orar assim: “Em nome do Pai, do Filho, do Espírito Santo, de Buda, de Maria, de Alá, de Maomé, de Brama, de Maradona, de Jim Jones... Amém”. Assim, eles não ofenderiam nenhuma religião que poderia reclamar de exclusão e, assim buscar o direito de “cotas” nas orações.

8 Comentários:

Talita disse...

Extremistas? Legalistas? Donos da verdade?
O caso citado com os jogadores dos santos, envolvia crianças e uma boa ação. Particularmente não gosto desta postura.
Mais importante do que doar dinheiro é doar, amor dado por Deus, carinho.
Crianças que provavelmente não escolheram uma religião(espírita ou não), mas poderiam ter experimentado do amor de Deus, que vale mais do que qualquer religião.
Conhece-se uma boa árvore por bons frutos.
Ed René é pastor da IBAB, uma árvore frutífera.
Mas só sabe quão delicioso é o fruto quem já provou. Quem não prova, fala sem conhecimento de causa..

E fala demais.

Claudionor Santos disse...

Eu já critiquei aqueles "crentes fanáticos" que não cortavam o cabelo, que não assistiam televisão, que não se misturavam com o "mundo". Agora começo a sentir falta deles.De tanto o sal se "diluir" para salgar a terra, parece que perdeu o sabor e já não resta nada, a não ser, ser pisado pelos homens.Quem não toma uma posição clara, para mim parece o jovem Êutico (atos 20.9) que ficou na janela, a palavra não o despertou, pelo contrário, o adormeceu, caiu e morreu. Só pelo poder de Jesus para ressuscitar esses "Êuticos".

LayneCris disse...

eu, particularmente, sinto-me desconfortável em ir até a casa de caridades espírita para fazer doações, exatamente pq sei q Deus não habita naquele lugar, mesmo que sejam crianças ali, não podemos negar o que vai contra o que a Bíblia nos diz. Agora tb não podemos abandonar os carentes, e aí é que eu acho q nós cristãos devemos trabalhar mais em prol daqueles que precisam de ajuda, e dirigir nossa ajuda a eles tb.

sobre o Pastor René que disse "Os valores espirituais agregam pessoas..." ---- isso é ecumenismo, e Deus abomina isso!!

Anônimo disse...

Qual é o fruto da IBAB? Os liberais que ela ta gerando? Os pseudo intelectualoides? Faça-me um favor.

TIAGO disse...

Ok. Agora, sabemos que realmente não devemos apoiar
o casamento homossexual. mas também,não devemos
apoiar a lista de pecados em Gálatas cap 5:18 á 21.

E Sobre o Pastor Rene,desconsiderem qualquer coisa
que saia de sua boca.

sergio eu tenho a marca da promessa disse...

PARA AJUDAR O PRÓXIMO NÃO QUER DIZER PARTIÇIPAR DE UM PAGÃNISMO EM PROL DISSO, NO CASO DOS JOGADORES UMA DICA SERIA QUE OS MESMOS FIZESSEM UMA DOAÇÃO SEPARANDO O AMOR AO PRÓXIMO DA PRÁTICA RELIGIOSA PARA ISSO E QUANTO AO PASTOR..SEM COMENTÁRIOS!

talita disse...

Em primeiro lugar, em momento nenhum sou a favor de cristão algum adorar ou prestar culto à espiritos. Tampouco Ed. René disse alguma vez que tudo bem todas as religiões irão à Deus.
De taaaaantos cultos que já assisti na IBAB nunca ouvi isso. E se duvidam deveriam ir pessoalmente ou ouvir algum podcast pelo web
pq tem mt blogueiro que fala o que quer e não o que é a verdade e faz o revoltado pra ganhar followers se fingindo de macho cheio de verdade mas que só tem coragem mesmo pra escrever em BLOGS.

Jesus ia aonde estavam as pessoas; andava e comia com gente de má fama.Isso é agregar pessoas, juntar pessoas e valores de amor, restauração, redenção, salvação.

Desde quando o Evangelho de Jesus está atrelado senão ao amor, mas às paredes das igrejolas evangélicas?

Desde quando evangelizar não é levar Cristo às pessoas? Levar um Evangelho de amor e redenção?

Que religião escolheram tais crianças e mesmo que tivessem escolhido, isso faz delas indignas de ouvirem e sentirem o amor de Deus ?
Ahh, por favor!!

Até onde sei, vi e vejo; o fato de Ed René como tantos outros quererem levar o amor de Deus às pessoas sem perguntar a elas antes qual é sua religião, para avaliarem se elas são dignas ou não de ouvirem do amor de Jesus, não faz deles ecumenicos. Jesus não veio para os doentes?
Se vcs chegam à conclusão de que estas pessoas praticam atos que vão contra a Bíblia, não é certo pensar que são/estão doentes?
Doenças estas causadas pela falsa religião?Volto a questionar: Jesus não veio para ESTES doentes?

Será que Jesus ficaria dentro de um onibus pois não entraria jamais num centro espirita?
E aquele Jesus que foi beber aguar no poço com o Sol a pino e encontrou a mulher samaritana de propósito e pediu-lhe agua? Conhecem?

Não me assusto com suas opiniões legalistas.

Quer saber os frutos da IBAB vá até o BOREL por exemplo...
Não vejo liberais ali, vejo pessoas livres e cientes do amor de Deus, não do jugo de homens, amor tal que nos leva automaticamente à um caminho de obediência, voluntário, simples.
Uma vida de relacionamento.

Não sei pq me espanto com os "evangeliquenses"
" Fonte: Teologia Pentecostal"
Ou seria Neo-pentecostal?

Malafaia?? Marco Feliciano - Futuro dep. federal do povo ungido.

Isso ai.Boa sorte.


Só fico impressionada pois os pastores dos blogs relacionados ali são os primeiros a não concordarem com as ideologias ridículas do neo-pentecostalismo .

Inclusive se alguém dali está de fato no BOREL como diz que está, conhece de perto o trabalho da IBAB.

Expresso aqui o meu nojo em ter sido chamada de evangélica um dia. Por amor ao Evangelho e por sentir o amor de Deus, amor este; independente, incondicional, imediato, intenso e o sentimento mais quente que já vivi e senti, tenho o prazer de me classificar fora deste meio tão asquerozo.

Não sou da IBAB, nem tenho amigos ou familiares lá como podem pensar. Minha opinião é imparcial, agregada somente Aquilo que leio nos Evangelhos e Cartas de Paulo. Aliás, vcs podem começar rasgando-as!

Minha oração é para que sintam o amor de Deus.
Pq ele acaba com qualquer fundamentalismo/legalismo barato e nos leva à pessoa de Deus que está longe de ser este coronel legalista que vocês pintaram!
Que Deus tenha de misericórdia e que haja amor antes de qualquer coisa.
AMOR DE DEUS.

Anônimo disse...

Que blog idiota! kkkk
Quem perde tempo escrevendo essas asneiras?
Pensei que era um blog de humor, só percebí que era sério(!?!) quando lí os comentários.
Parabéns meu amigo, vc é um babaca completo.

Postar um comentário

Blog Archive

_________________________________

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Santos profanos © 2008. Template by Dicas Blogger.

TOPO  

Real Time Web Analytics